Segunda, 19 de Outubro de 2020
310000-0000
Tecnologia Tecnologia

Movimentação no mercado de TI pode aumentar salário de profissionais

Aumenta a procura da área especificada

13/06/2016 17h04 Atualizada há 4 anos
1.076
Por: Redação
Foto Reprodução
Foto Reprodução

Uma pesquisa realizada pela Page Personnel, empresa de recrutamento, mostra que o setor de tecnologia da informação foi pouco afetado pela crise econômica. Os profissionais continuam sendo bastante requisitados, o que, além de gerar vagas de emprego, pode levar a movimentação no mercado de trabalho em busca de melhores condições.

Como resultado, as empresas, em uma tentativa de manter os funcionários, acaba elevando os salários. "A eficiência, inovação e avanço tecnológico que a área pode agregar para todo tipo de negócio tornam os executivos de T.I cobiçados. Em uma eventual movimentação, esse cenário puxa a remuneração deles para cima", explica Ricardo Haag, diretor da companhia.

O estudo revela que neste ano 56% dos profissionais pretendem trocar de emprego. Os principais motivos para a mudança são a falta de possibilidade de crescimento na empresa, o salário abaixo do mercado e as companhias com gestão conservadora. A pesquisa mostra que oito em cada dez profissionais consultados estão empregados atualmente.

Mas não é só o salário que motiva um profissional a aceitar uma proposta. De acordo com o estudo, os aspectos mais atrativos são o pacote de benefícios, o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, a flexibilidade e o horário.

Perfil do profissional de TI no Brasil

"A maioria dos profissionais que compõem o mercado da tecnologia da informação é da geração Y, logo, já era esperado uma mudança nas prioridades e aspirações de carreira de público. Nascidos na era digital, eles buscam feedbacks, desenvolvimento e, principalmente, o que os inspira na sua postura e história profissional”, explica Haag.

Confira o perfil do profissional brasileiro de TI

  • Possui idade média entre 25 e 35 anos, predominantemente do sexo masculino (87%)
  • Educação superior básica: mais de 40% não cursou além da graduação
  • 63% possui inglês avançado e/ou fluente, e mais da metade afirma ter alguma noção de espanhol
  • Desenvolvimento e Aplicações, assim como Infraestrutura e Sistemas, são as áreas com maior expertise no mercado brasileiro.

Funções desenvolvidas na empresa

Desenvolvimento de software / aplicacional

60%

Infraestruturas / Sistemas

54%

Projetos de ERP

38%

Pesquisa e/ou investigação

23%

Projetos transversais

18%

Área de atuação

Consultoria

38%

Indústria

21%

Internet/Digital

19%

Banco/Seguros

17%

Distribuição

3%

Start-up

2%

Moda/Marcas de luxo

1%

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias