Sábado, 26 de Novembro de 2022
310000-0000
Geral Minas Gerais

Obras de recuperação e pavimentação da MGC-462 avançam no Triângulo

Melhorias são fruto do primeiro convênio realizado a partir do decreto do ICMS incremental

04/11/2022 12h25
Por: Redação Fonte: Secom Minas Gerais
DER / Divulgação
DER / Divulgação

As obras de recuperação e pavimentação da rodovia MGC-462, próximo a Perdizes, no Triângulo Mineiro, terão pelo menos quatro quilômetros concluídos ainda este ano.

As intervenções iniciadas em setembro são divididas em duas frentes: 12,6 quilômetros de asfaltamento e 11,4 quilômetros de recuperação funcional do pavimento, o que totaliza 24 quilômetros de melhorias.

No trecho em obras, o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) já executou terraplenagem. Sub-base e a base estão concluídas. Além disso, a primeira capa asfáltica já foi finalizada em cerca de dois quilômetros. A conclusão de todo o trecho está prevista para outubro de 2023.

ICMS incremental

A obra, que recebe um investimento de aproximadamente R$ 34 milhões é resultado de convênio entre o Governo de Minas e a empresa Bem Brasil, maior fabricante de batata pré-frita congelada da América Latina

Em 2021, o governador Romeu Zema assinou um decreto que permite a empresas de todos os setores do estado utilizarem até 60% do chamado ICMS incremental em obras de infraestruturas viárias, como asfalto, duplicação, pontes, trevos e acessos.

O objetivo da medida é atrair mais empresas para o estado e, ao mesmo tempo, utilizar o crédito outorgado de ICMS para solucionar gargalos de infraestrutura que poderiam ser impeditivos à instalação ou expansão de novos negócios em Minas.

Minas Gerais é o primeiro estado do país a conceder esse benefício. Na atual gestão, R$ 121 bilhões já foram atraídos em novos investimentos privados.

Recuperação funcional

A recuperação funcional de rodovias tem como objetivo restabelecer as condições iniciais do pavimento, recuperando assim suas funcionalidades. Trata-se de uma manutenção preventiva, feita antes de ocorrer o desgaste total, adiando a necessidade da realização de restauração.

O serviço é realizado em três etapas, a começar com o tapa-buraco e remendos profundos, dependendo do caso, além do reperfilamento ou fresagem (colocação de uma nova camada de asfalto para nivelar e corrigir o pavimento).

Em seguida, é aplicada uma camada de revestimento asfáltico. O revestimento asfáltico é a camada superior destinada a resistir diretamente às ações do tráfego e transmiti-las de forma atenuada às camadas inferiores, impermeabilizando o pavimento, além de melhorar as condições de rolamento.

A obra é finalizada com a pintura da sinalização horizontal, implantação de tachas refletivas no eixo e bordos, além da revisão da sinalização vertical com colocação de novas placas e o reestabelecimento dos dispositivos de drenagem.

Ele1 - Criar site de notícias