Quarta, 10 de Agosto de 2022
310000-0000
Geral Minas Gerais

Dezoito municípios atingidos pelo rompimento de barragens em Brumadinho já receberam máquinas para manutenção de estradas

Nesta segunda-feira (27/6), São Joaquim de Bicas foi contemplado com um caminhão-pipa; ao longo de 2022, 75 veículos serão entregues para 25 cidade...

27/06/2022 20h40
Por: Redação Fonte: Secom Minas Gerais
Seapa / Divulgação
Seapa / Divulgação

São Joaquim de Bicas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, recebeu um caminhão-pipa, no valor aproximado de R$ 487 mil, na manhã desta segunda-feira (27/6), como parte das ações de reparação socioeconômica pelo rompimento das barragens em Brumadinho. Assim, já são 18 municípios contemplados com pelo menos uma máquina para recuperação sustentável de estradas rurais. Ao longo de 2022, serão entregues 75 veículos para 25 cidades da bacia do Rio Paraopeba, três para cada.

As entregas fazem parte do projeto “Manutenção de estradas rurais e trabalhos de recuperação ambiental”, do anexo I.3 do Termo de Reparação com a Vale. São compromitentes do acordo o Governo de Minas Gerais , o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Ministério Público Federal (MPF), a Defensoria Pública de Minas Gerais e a mineradora Vale.

A secretária de Planejamento e Gestão de Minas Gerais (Seplag) , Luísa Barreto, solidarizou-se com as vítimas da tragédia e reafirmou o compromisso dos órgãos públicos em mitigar os prejuízos causados nas cidades atingidas.

“A entrega desses maquinários irá contribuir com a melhoria das estradas, com o aprimoramento da mobilidade e da economia local. Sabemos que as perdas provocadas pelo rompimento das barragens são irreparáveis, mas o Governo de Minas, como compromitente do Termo de Reparação, está trabalhando com muito empenho para reparar os danos socioeconômicos e socioambientais”, explicou.

Balanço

Felixlândia, na região Central de Minas, foi a primeira localidade a receber os três equipamentos aos quais tem direito, durante este mês de junho. Outras três prefeituras foram contempladas com dois maquinários cada - Abaeté, Betim e Esmeraldas. E mais 13, além de São Joaquim de Bicas, com as primeiras entregas: Caetanópolis, Curvelo, Florestal, Fortuna de Minas, Igarapé, Juatuba, Mário Campos, Mateus Leme, Morada Nova de Minas, Paineiras, Paraopeba, Pequi e Pompéu.

Até o momento, 23 máquinas foram entregues, número correspondente a 30% do total. São elas: 11 motoniveladoras (custo individual de R$ 975 mil), cinco pá-carregadeiras (R$ 622 mil cada), dois caminhões-caçamba (R$ 658,5 mil e R$ 495,9 mil), duas retroescavadeiras (R$ 412 mil por maquinário), um caminhão-basculante (R$ 438 mil), um caminhão-carroça (aproximadamente R$ 250 mil) e o caminhão-pipa transferido nesta segunda-feira, no valor de R$ 487 mil.

Estão na lista de futuros recebedores Biquinhas, Maravilhas, Papagaios, Pará de Minas, São Gonçalo do Abaeté, São José de Varginha e Três Marias. A previsão é a de que o primeiro veículo de Biquinhas seja concedido à prefeitura ainda nesta semana.

Os equipamentos são escolhidos pelos gestores municipais, conforme as necessidades dos respectivos municípios. Já as transferências, pelos fornecedores, obedecem à disponibilidade desses insumos no mercado.

São Joaquim de Bicas

O subsecretário de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural Sustentável, Ricardo Demicheli, acompanhou a entrega do caminhão-pipa em São Joaquim de Bicas nesta manhã e destacou que este e os outros dois equipamentos a serem recebidos pelo município serão fundamentais para o desenvolvimento local.

"Os veículos terão a função de manutenção das estradas rurais do município, de forma ecológica. Essas vias são de maior importância para o escoamento da produção agropecuária, para a mobilidade dos trabalhadores e produtores e para o acesso às escolas rurais", afirmou Demicheli.

O prefeito Antonio Augusto Resende Maia agradeceu ao Estado e ao sistema judiciário pelo empenho para o cumprimento do Termo de Reparação. "Este caminhão-pipa vem para ajudar a cuidar da nossa população. Estamos em um momento de muita poeira, vai auxiliar muito na qualidade de vida das pessoas, a levar água para onde precisa", avaliou.

Reparação

O projeto de reparação prevê também uma segunda fase, em execução, com capacitações técnicas para servidores das prefeituras, voltadas para o uso dos veículos em uma recuperação sustentável e ecológica das estradas. Ambas as etapas do projeto somam um investimento de aproximadamente R$ 51,5 milhões, sendo R$ 48.976.064 para a fase 1 e R$ 2.519.397 para a fase 2.

Os anexos I.3 e I.4 do Termo de Reparação incluem nove projetos em execução nos 25 municípios da bacia do Paraopeba e sete projetos iniciados em Brumadinho. Encontram-se em detalhamento, pela mineradora, os projetos selecionados após o processo de consulta popular. No total, foram 112 iniciativas selecionadas, com a participação da população atingida, que apontou as prioridades para investimentos.

O termo tem como objetivo reparar os danos causados pelo rompimento das barragens* da Vale S.A. em Brumadinho, que tirou a vida de 272 pessoas e gerou uma série de impactos sociais, ambientais e econômicos na bacia do Rio Paraopeba e em todo o estado.

*Histórico

Ele1 - Criar site de notícias