Sexta, 25 de Setembro de 2020
310000-0000
Tecnologia Tecnologia

Facebook pode ser incriminado por não deletar conteúdo extremista

Representantes da rede social foram avisados para a existência de imagens e vídeos considerados ilegais em solo do Reino Unido.

16/04/2017 16h56 Atualizada há 3 anos
1.139
Por: Redação
Facebook
Facebook

O Facebook poderá ser incriminado por não trabalhar na eliminação de conteúdo proibido na rede social – como imagens de pornografia infantil e glorificação dos ataques terroristas em Londres e o no Egito – depois de ter sido avisado para a existência destes conteúdos.

O Facebook foi notificado para a presença destes conteúdos na rede social pro jornalistas do Times, com os moderadores da rede social a terem removido apenas alguns e não na totalidade. Segundo a Reuters, a existência deste tipo de conteúdo é proibida ao abrigo de novas leis adotadas em determinados estados (como no Reino Unido) que exigem uma reação mais rápida por parte da rede social.

“Pedimos desculpa por esta ocorrência. É claro que podemos fazer melhor e trabalharemos muito para estar à altura das altas expectativas que as pessoas têm em relação ao Facebook”, declarou o Vice-Presidente de Operações do Facebook, Justin Osofsky, em comunicado.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias